Cabanhas Palmeira, CBR Genética Bovina e Santa Alice são premiadas na Devon


As cabanhas Santa Alice, de Santa Maria (RS), CBR Genética Bovina, de Lages (SC) e Palmeira, de Camaquã (RS), foram as três premiadas de 2020 pela Associação Nacional de Criadores (ANC) Herd Book Collares durante agenda do Dia do Devon, no Seminário Promebo 2020, que segue até 9 de setembro pelas redes sociais da ANC. No prêmio Difusão Genética Nacional, o criatório da Sucessão de Armando Ribas venceu entre os machos com o touro Bravo G7090 de Santa Alice 1100, que teve 103 filhos registrados entre julho de 2019 e junho de 2020. Segundo o criador Henrique Ribas, o reprodutor sintetiza o trabalho da cabanha e de muitas outras pessoas, uma vez que tem genética construída com base em criatórios de diferentes regiões do mundo. “Ele é fruto de um acasalamento planejado. Uma genética que reúne grandes pilares da raça no mundo”, frisou, citando nomes como João Vieira de Macedo Neto, McDowell  e Miguel Nara e Breno Caldas.

Entre as fêmeas, o destaque foi para o ventre Arapari 1561A0488A0254, que teve 14 filhos registrados no período e pertenceu a Carlos Barlem Ramos, da CBR Genética Bovina, de Lages (SC). Ele pontuou que a fêmea foi adquirida da Agropecuária Arapari e selecionada dentre um lote de 60 fêmeas. “É uma vaca destaque em fertilidade com 189 embriões produzidos”, citou. No entanto, lamentou o criador, a vaca morreu após acidente de transporte.

No prêmio Supremacia Genética, a vitória foi para a Cabanha Palmeira, de Camaquã (RS), de Claudio Plácido da Silva Ribeiro. O touro de tatuagem 2498 foi destaque da geração 2018 com índice final de 31,82. Falando em nome de seu pai, a criadora Kátia Ribeiro destacou que a premiação é almejada por todas as cabanhas da raça. “É reconhecimento de um trabalho que  seleciona animais de alto desempenho há muito tempo. Participamos do Promebo desde o início. A força da genética é comprovada pela sucessão de prêmios. O 2498 é filho de um touro que também levou o Supremacia Genética. Nosso trabalho prima por selecionar as informações e produzir mais carne e carne de qualidade”, ponderou.

Além das premiações, a live – conduzida pela superintende da ANC, Silvia Freitas - ainda contou com debate e muita troca de informação entre o time da Associação Brasileira de Criadores de Devon e pecuaristas brasileiros e do exterior. Em sua participação, a presidente da ABCDevon, Simone Bianchini, classificou a agenda com uma “noite de gala da raça”.  A criadora catarinense frisou a expansão por que passa a Devon, com ampliação da produção da Carne Certificada e de parcerias com frigoríficos, principalmente no Rio Grande do Sul. Em Santa Catarina, citou ela, a produção no Frigorífico São João segue de vento em popa com estímulo ao maior uso da raça pura e do cruzamento industrial. Sobre os avanços da nova raça Bravon – sintética com sangue Devon e zebuíno – a presidente indicou que novidades devem ser anunciadas em breve.

Simone conclamou os núcleos nacionais da raça a engajarem-se nesse movimento pela expansão da Devon. “Eu já estive visitando fazendas onde touros Devon puros são usados muito bem no cruzamento industrial. A heterose do Devon com zebuínos vem rendendo bons frutos em Alcinópolis (MS). É um animal fácil de criar e se torna mais barato para ser produzido com o cruzamento com zebuínos.” Para potencializar os resultados, citou ela, é essencial a valorização do touro registrado. “Os criadores não podem deixar a genética morrer. É preciso preservar a raça para chegar a prêmios como os de hoje. É um trabalho muito bonito”.

O diretor técnico da ABCDevon, Lucas Hax, defendeu a profissionalização dos criatórios e a adoção de pecuária de ponta para garantir lucratividade da criação. Para isso, reforçou que a associação traz duas novidades em 2020. A primeira é a realização, a partir deste mês de setembro, da prova promovida em parceria com a UFRGS. O teste avalia consumo alimentar, ganho de peso residual e avaliações de ultrassom de carcaça. A ABCDevon ainda desenvolve programa de fomento à ultrassonografia de carcaça. Para isso, está subsidiando o custo de exames daqueles criatórios que tenham rebanhos avaliados ao sobreano. “É uma forma de incentivar o produtor e aumentar o volume de informações da raça, profissionalizando o trabalho de seleção de animais melhoradores de carcaça”.

Durante a live, também se fez projeção para o leilão Top Devon, que terá duas edições chanceladas pela ABCDevon na Primavera de 2020. A primeira será nacional e está agendada para 21 de setembro. Nos dias 25 e 26, o núcleo de criadores de Santa Catarina promoverá a 5ª edição do Top Devon SC. “São dois momentos que a raça vai comemorar a genética que está sendo oferecida para os selecionados, tanto para o Sul quanto para o Brasil Central", completou Simone.

Confira a transmissão completa aqui

Na foto: Touro Palmeira 2498

Fotógrafo Gustavo Rafael
Voltar