A Associação Nacional de Criadores "Herd-Book Collares", nome da atual instituição, tem origem na  Associação do Registro Genealógico Sul Riograndense, fundada em Bagé/RS, em 15 de novembro de 1.921, sendo constituída pelos criadores que registraram os produtos no "Herd-Book Collares", criado em 1.906 pelo Engenheiro Agrônomo LEONARDO BRASIL COLLARES, pelos que inscreveram seus animais nos demais livros de registro genealógico mantidos pela Associação e, finalmente, pelos que a ela aderirem, na forma do Estatuto Social.

A entidade, que não tem fins econômicos, é responsável, em todo o território nacional, pela coleta, estruturação e manutenção da base de dados formadora do Arquivo Zootécnico Nacional, de vinte ( 20) raças bovinas de corte e mistas e suas cruzas, todas de origem européia, registradas de acordo com o que determina a Lei 4.716, de 29 de junho de 1.965 e com o reconhecimento oficial do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A organização dos criadores em associações de raças e o registro genealógico, constituíram os fundamentos para o desenvolvimento das grandes raças bovinas de exploração econômica. A Leonardo Brasil Collares coube a iniciativa pioneira no Brasil, quando, no ano de 1.904, então apoiado pela Associação Rural de Bagé/RS, idealizou o serviço de registros genealógicos ( conforme "Resumo Estatístico do Ministério da Agricultura", 1.974 ).

Abrangendo, inicialmente, qualquer das espécies úteis ao homem, o serviço começou a funcionar em 12 de outubro de 1.906. A denominação "Herd-Book Collares" se deu por inspiração da Associação Rural de Bagé, como forma de homenagear ao criador dos registros genealógicos brasileiros.

Na antevisão de uma justificável divisão do trabalho, o "Herd-Book Collares" restringiu-se, na prática, ao registro das raças de corte e mistas, de origem européia. Entretanto, a entidade exerceu atividades de registro genealógico, também, para as raças de bovinos de leite (Holandês e Jersey), ovinos (os livros originais foram transferidos para a Associação Brasileira dos Criadores de Ovinos – ARCO), caprinos e suínos. No que se refere aos eqüinos, já abrigou os livros de registro das raças Árabe e Crioulo, entre outras. Atualmente, executa os registros genealógicos da raças Morgan, Percheron e Marchador do Tennessee.

Histórico Resumido

1904

- Idealização do Serviço de Registros Genealógicos (Herd-Book);

1906

- Fundação do Herd-Book Riograndense e inicio das atividades de Registro Genealógico;

1906

- Fundação do Herd-Book Riograndense e inicio das atividades de Registro Genealógico;

1915

- Reconhecimento oficial do Herd-Book pelo Ministério da Agricultura;

1921

- Fundada em Bagé, mas tendo como sede a cidade de Pelotas, a Associação do Registro Genealógico Sul Riograndense, encampando os Herd-Books organizados por Leonardo Brasil Collares;

1924

- Como justa homenagem ao fundador, a Associação Rural de Bagé deu o nome de "Herd- Book Collares" ao primeiro registro de bovinos no país;

1932

- É fundada, sob seus auspícios, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos;

1936

- Assinatura de convênio com o Ministério da Agricultura, seguindo orientação do Congresso Internacional de Roma, para a manutenção, no país, dos registros das raças de corte de origem européia;

1950

- O Governo do Estado do RS transfere ao Herd-Book Collares o Registro Genealógico dos Gados Riograndenses, unificando-se os serviços criados em 1906 e 1908, por Leonardo Collares e Governo do Estado, respectivamente;

1970

- Implantação do Controle de Desenvolvimento Ponderal (CDP);

1974

- Implantação do Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne (PROMEBO®);

1990

- Adoção no PROMEBO® da Metodologia de Modelos Mistos, obtendo predições de valor genético(DEPs) para animais de diferentes gerações ou rebanhos nas raças avaliadas.

1991

- Edição do primeiro Sumário de Touros das Raças  Européias.



 

Site desenvolvido por: